Mariana Patrício

“Roteiros, roteiros, roteiros, roteiros, roteiros, roteiros, roteiros”

Em meio a enxurrada de nomes, lugares e personagens históricos que transbordam e fazem vibrar a página/superfície do poema-manifesto, encontramos essa passagem solta. Passagem que abre uma brecha, permitindo ao mesmo tempo entrar e sair do território cartografado por Oswald de Andrade e experimentar,  de um outro lugar, a por ele chamada  ‘escala termométrica do instinto antropofágico’:

“De carnal, ele se torna eletivo e cria a amizade. Afetivo, o amor”

Esses roteiros não funcionam como caminhos a serem abertos em meio a uma floresta densa e caótica.  A velha imagem dos bandeirantes abrindo a mata a golpes de facão,  romântica e violenta, não nos interessa nem nos cabe como uma possível roupagem. Por isso, o espaço de Trabalho para Comer não é livre, nem aberto como uma mata devastada: o terreno não está limpo. Está povoado de mortos, vivos, ruídos e imagens. Do modernismo de 22 sopra uma brisa leve (suave coisa nenhuma) além de muitas outras referências que se quer atravessar, como quem anda em uma selva escura, acreditando como aconselha Oswald de Andrade “nos sinais, nos instrumentos e nas estrelas”. Alegria como uma placa sinalizadora.

Atravessar através de roteiros: trabalho para comer. Comer como potência de metamorfose que faz vibrar nos corpos e no espaço as superfícies rígidas. Como transformá-las em uma superfície porosa, macia  – um lugar de criação, amoroso mas sem neutralizar a instabilidade que esse estado amoroso provoca? Como não transformar esses sinais em imagens cristalizadas e manter aberta a passagem de Oswald: “roteiros, roteiros, roteiros, roteiros, roteiros, roteiros, roteiros”?

Mariana Patrício

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: